fbpx

Segurança emocional: um aliado da educação financeira

segurança emocional
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Você se sente angustiado e ansioso por conta do dinheiro? A falta dele afeta diretamente na segurança emocional. Segundo a pesquisa The Employer’s Guide to Financial Wellness 2019, realizada nos Estados Unidos, aponta que pessoas com constante preocupação com falta de dinheiro são 4 vezes mais propensas à depressão e têm 3,4 mais chances de ter ataques de pânico ou ansiedade.

Além disso, também foi constatado que quem sofre com a falta de dinheiro tem 8 vezes mais chances de sofrer de insônia.

Durante a pandemia da covid-19, a saúde mental piorou consideravelmente. Afinal, muitos adultos ainda se preocupam diariamente em não perder o emprego, poder pagar sua moradia, alimentar e pagar pelos cuidados de saúde para si e suas famílias. Situação similar na crise financeira de 2007-2009.

O que é segurança emocional?

A segurança emocional pode ser definida como a capacidade de lidar com situações negativas do dia a dia, estando consciente de suas emoções a ponto de não permitir que isso afete mentalmente e fisicamente.

O medo do fracasso, a insegurança, a dificuldade de lidar com críticas, a falta de confiança em si mesmo e a baixa auto-estima são alguns indícios que mostram que uma pessoa não tem uma segurança emocional adequada.

Saber lidar com esses sentimentos é muito importante para não prejudicar as finanças pessoais. Por exemplo, uma pessoa que está passando estresse no ambiente de trabalho, pode acabar descontando suas frustrações em gastos supérfluos, como compras impulsivas e até mesmo em diversos pedidos de delivery. Como consequência, as dívidas aumentam. 

Assim como uma pessoa desempregada, também pode ser afetada emocionalmente devido a preocupação em arrumar um novo emprego e pagar as contas. 

Se uma pessoa que está passando por algum momento turbulento acaba descontando suas frustrações em gastos supérfluos, o orçamento dela rapidamente será afetado pelos gastos. Consequentemente, ela poderá perder o controle de suas despesas e acabará se endividando, o que poderá agravar ainda mais a vida emocional dessa pessoa.

Por isso, educação financeira é essencial!

A educação financeira não está associada a apenas cortar gastos e reduzir as despesas. Ela está, principalmente, relacionada a compreender as melhores ações que devem ser tomadas para alcançar segurança e qualidade de vida no futuro, seja na vida pessoal ou com as finanças do negócio.

A educação financeira nos ajuda a ver o dinheiro como parte da solução para os nossos problemas e para a realização de objetivos de forma alinhada aos nossos valores. Organizar-se financeiramente pode fazer bem para o seu lado emocional, reduzir estresse e proporcionar independência.

Quando você cuida bem das próprias finanças, você passa a respeitar mais e melhor sua própria realidade financeira, fazendo escolhas melhores e lidando melhor com os sentimentos relacionados ao dinheiro.  
Se você precisar de uma ajuda extra para lidar melhor com o dinheiro e a segurança emocional, conte com a Plano! Agende um bate-papo online e sem custos agora mesmo.

Reproduzir vídeo

Aguarde enquanto nossa agenda carrega...em seguida, escolha uma data 😀