fbpx

Qual a diferença entre consórcio e financiamento?

consórcio e financiamento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Você sabe a diferença entre consórcio e financiamento? Se for colocar na ponta do lápis, nenhuma dessas opções é vantajosa, já que existem taxas que fazem com que você pague muito mais caro pelo produto/serviço.

O ideal é planejar e guardar o dinheiro para comprar à vista. Mas é compreensível recorrer ao consórcio e financiamento quando se trata de um valor muito alto. Afinal, é bem incomum alguém esperar 20/30 anos para ter o dinheiro à vista para comprar uma casa, por exemplo. 

Nesse caso, se é para pagar aos poucos e lidar com as taxas, o que compensa mais, consórcio ou financiamento? Confira as diferenças a seguir!

O que é financiamento?

O financiamento é uma compra parcelada de um produto ou serviço (casa, carro, moto), em que se acrescenta uma taxa de juros ao montante inicial, que varia conforme o tempo de duração do mesmo. Diferente do empréstimo, cujo a finalidade do dinheiro pode ser para outra coisa.

O que é consórcio?

Consórcio é a modalidade de compra baseada na união de pessoas – físicas ou jurídicas – em grupos, com a finalidade de formar poupança para a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços. A formação desses grupos é feita por uma Administradora de Consórcios , autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil.

Todo mês, os participantes depositam uma parcela num fundo comum. Então, é realizado um sorteio para saber qual dos membros ficará com o dinheiro.

O contemplado conquista a carta de crédito, um documento que dá direito a adquirir o item desejado. Porém, mesmo depois da premiação, a pessoa continua pagando as prestações restantes. Assim, ao fim do consórcio, todo mundo terá acesso ao produto ou serviço desejado.

Principais diferenças entre consórcio e financiamento

Taxas

Enquanto há uma alta taxa de juros e impostos no financiamento, o consórcio consegue trabalhar com valores mais atrativos: apenas a taxa de administração;

Bens e serviços

O financiamento costuma ser especificamente para imóveis, veículos e celulares. Já o consórcio oferece uma gama maior de bens e serviços, como viagens, festas de casamento e até serviços de estética;

Aquisição do bem

No consórcio, a aquisição do bem não é imediata. Em vez disso, é preciso aguardar pela contemplação por sorteio ou lance, o que pode levar alguns anos. Já o financiamento permite a compra assim que o crédito estiver liberado.

Burocracia

Se você optar pelo financiamento, certamente precisará apresentar diversos documentos para aprovação do crédito, como comprovante de renda e endereço, por exemplo. Dependendo da instituição que você escolher, pode ser até que seja exigida uma renda mínima e máxima conforme o valor do imóvel. 

Se você é negativado, também corre o risco de não ser aceito em algumas instituições. 

Em contrapartida, no consórcio você só precisa mostrar documentos e comprovantes para ter os recursos financeiros liberados após ter sido contemplado.

Qual vale mais a pena? 

De forma resumida, é preciso colocar na ponta do lápis para decidir qual é o mais vantajoso para você. Se você precisa do veículo/imóvel de forma imediata, o financiamento faz mais sentido, apesar dos juros altos. Agora, se for possível esperar, o consórcio pode ser uma excelente alternativa.

Independente da escolha, não esqueça de fazer um bom planejamento! Continue acompanhando o Blog da Plano.

Reproduzir vídeo

Aguarde enquanto nossa agenda carrega...em seguida, escolha uma data 😀