fbpx

Organize sua vida financeira na pandemia com 5 dicas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Com a chegada do novo corona vírus e o início da quarentena, a vida financeira da população e mercado do país foram pegos de surpresa para uma fase econômica que não estavam preparados.

Ocasionando em cortes de equipe, diminuição salarial, queda nos lucros, na rotação de dinheiro do país e também nos pagamentos. 

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) o ano de 2020 bateu recorde no percentual de famílias com dívidas, chegando a 66,6% em abril, desde 2010. 

Desses 66,6%  nos deparamos principalmente com dívidas de cartão de crédito, carnês e financiamentos de veículos.

O cenário da pandemia em conjunto com grande parte das famílias já se encontrarem em dívidas gerou certa aflição ao se deparar com o receio de entrarem ainda mais no vermelho. 

Porém não existe segredo para seguir que resolva totalmente sua situação, afinal cada caso possui uma situação e prioridades diferentes que devem ser analisadas individualmente, por meio de consultorias

Mas para começar, separamos algumas dicas que pode seguir que irão te ajudar!

1- Determine suas prioridades

Ter de forma clara quais sãos as principais contas é essencial para manter uma vida financeira organizada e saudável – mesmo em tempos normais. 

O ideal é que seja feito um planejamento financeiro com todos os gastos e ganhos, que conte as principais contas fixas, como: água, energia, alimentação, internet, moradia e financiamentos.

Em caso de aluguel e financiamento, principalmente em  tempos de crise, é possível tentar renegociar os valores e prazos, para facilitar os pagamentos. O importante é não deixar virar uma bola de neve de atrasos. 

2-  Evite impulsos

Assim como a pressa é inimiga da perfeição, o impulso é inimiga da economia. Mas quem nunca agiu sem pensar e gastou mais do que deveria ou com algo que não era tão necessário, não é?!

Lembre-se de conferir seu planejamento e conferir se os gastos cabem no orçamento para não se enrolar. 

3- Programe os gastos mensais

Complementando as dicas acima, tenha dentro do seu planejamento quanto terá ao mês para gastos extras. Ou seja, gastos para os seus impulsos, lazer, etc. 

Isso também é importante e mais: facilita para você controlar e seguir realmente o seu planejamento. 

4- Atenção com o cartão de crédito!

Mesmo que seja óbvio, vale lembrar que o cartão de crédito deve estar dentro do planejamento e controle dos gastos. 

Ele pode ser um grande aliado, mas se não for controlado e usado com atenção é a sua passagem direta para entrar no vermelho. 

Por isso não se engane, estipule um limite para usar e não o ultrapasse. 

5- Economize e invista 

É claro que se preocupar com os gastos fixos e não se enrolar em dívidas é a prioridade, mas logo após isso, vem os investimentos. 

Até porque é por ele que você garante uma segurança maior quando se trata de crises. Você sempre deve ter uma reserva para possíveis imprevistos e complicações. 

Hoje existem diversos formatos de investimento, que podem ser de grandes valores ou pequeno, para curto, médio ou longo prazo. Você decide o que se adequa melhor a sua realidade. 

Você realmente sabe o que quer? 

Mesmo com todas as dicas você só dará o primeiro passo quando sentir essa necessidade, então determine as razões pelas quais você busca por uma vida financeira mais segura e planejada. 

Fazer um acompanhamento definir as razões por meio de consultoria pode te ajudar, com a Plano você monta seu planejamento de acordo com a sua realidade e descobre qual o melhor formato de investimento para você! Nós podemos te ajudar. 

E não deixe de seguir as dicas, se gostou do conteúdo e busca por mais dicas para uma vida financeira saudável, continue acompanhando nosso blog

Reproduzir vídeo

Aguarde enquanto nossa agenda carrega...em seguida, escolha uma data 😀