fbpx

O básico para investir no mercado financeiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Investir no mercado financeiro ao longo da vida é, ou deveria ser, algo rotineiro. Mas são tantas informações, parte delas parciais, que nos deixam confusos e inseguros de por onde começar. 

Abaixo trataremos de modo simples o básico que devemos fazer para começar a investir no mercado financeiro e cumprir com sucesso.

Ter dinheiro

Parece óbvio, mas parte das pessoas esquecem que a primeira coisa que é preciso é ter organização, planejamento e disciplina voltados a salvar dinheiro de modo consistente.

Produzir patrimônio ao longo da vida precisa de três itens: dinheiro, tempo e rentabilidade.

Bancos ou corretoras: Onde investir? 

Até recentemente essa resposta era bem direta: invista em corretoras.

As corretoras estão sob regulamentação e são muito seguras, especialmente as maiores. Lembre que as corretoras são bancos especializados em investimentos e tem produtos de diversas origens.

Mas isso não significa que são totalmente imparciais, significa que terão que fazer muito mais para você em relação aos grandes bancos.

Porém, nos últimos dois anos os grandes bancos estão se movendo na direção de nos trazer melhores e mais diversificados produtos.

Entenda seu perfil de investidor

Existem questionários e soluções na internet que te ajudam a se conhecer melhor e entender qual o seu perfil de investidor.

Uma pessoa mais conservadora não irá gostar nada de ter investimentos com alta volatilidade e assim viver a ansiedade de perdas e ganhos agudos.

Ou, uma pessoa que queira acelerar os investimentos, vai ficar super decepcionada vendo seus investimentos em ritmo lento.

Conheça os riscos. 

Os investidores costumam olhar somente rentabilidade e esquecem que os riscos andam junto e, por vezes, proporcional às chances de ganhos e perdas.

Entenda os riscos, perdas e variações que existem sobre o investimento que pensa em comprar. E entenda o grau de risco que está montando a carteira de investimentos.

Diversifique

A diversificação irá reduzir os riscos e variações, isso trará uma grande sensação de segurança quando o mercado tiver variações agudas por motivos pontuais.

Recentemente, na pandemia, quem tinha carteira de investimentos totalmente em renda variável, chegou a ver uma desvalorização durante o pior momento do mercado de até 60%.

Deixe o tempo trabalhar

Quanto mais tempo você disponibilizar no seu planejamento de investimentos menor será sua demanda de esforço de quanto precisará salvar.

Quando comparamos um planejamento de 15 anos contra um de 30 anos, não é a relação de metade que devemos considerar. O tempo irá aumentar a eficiência dos seus ganhos em mais três vezes.

E quando pensamos em instabilidade do mercado financeiro, elas só ficam agudas em momentos curtos, menos de 2 anos. Quando vemos um período na economia maior que 2 anos, raramente existem perdas nas carteiras de investimentos.  

Comece pelo mais básico

Aprender sobre investimentos exige ter paciência e cumprir uma curva de aprendizado.

Para evitar traumas querendo pular etapas, comece pelo básico investindo em produtos mais conservadores.

Assim, começará a entender sobre esse mundo e não levará grandes sustos.

Entendo que temos aquela empolgação de acelerar tudo, mas lembre-se que investir deve ser algo feito gradual ao longo de toda a vida. 

Desconfie de altos ganhos

Dentro de bancos e corretoras não haverá esse risco, mas é comum surgirem oportunidades de investimento que prometem altíssimos ganhos.

Desconfie de tudo que oferte de modo consistente ganhos acima de 1,5% ao mês ou 20% ao ano. Não existe dinheiro fácil assim!

Mesmo que tenha pessoas de sua confiança ofertando ou falando que está ganhando com isso, é provável que elas também estão sendo vítimas e ainda não sabem, em algum momento esse sistema de ganho se torna inviável e desmorona com perdas aos participantes. 

Aprenda sobre o que está investindo

Mesmo que tenha o suporte de gerente e assessores, sempre dedique alguns minutinhos na internet para conhecer o básico do que está comprando para investir no mercado financeiro.

Entenda como é feito o mecanismo de rentabilidade, as taxas, os custos de tributos, riscos, etc. Assim, ficará muito mais tranquilo ao longo do tempo.

Domine a Matemática financeira

Saber fazer cálculos para visualizar o dinheiro no tempo irá fazer muito bem ao seu planejamento e metas.

Também proporcionará checar se os ganhos estão dentro do ritmo esperado e se caminha em um ritmo bom para seus objetivos.

Assim, não precisará acelerar demais e correr riscos desnecessários. 

Ganhe da inflação

A meta zero de qualquer investidor é ganhar da inflamação ao longo do tempo. Então é importante conhecer os medidores que existem e como os investimentos se relacionam com eles.

O IPCA e IGPM são os mais importantes, conhecer eles e saber para onde eles estão com tendência ajudará a se antecipar nas suas escolhas e ter segurança de que está produzindo rentabilidade com ganho real, ou seja, acima da inflação. 

Saiba o básico de economia e política

Em qualquer forma de investir no mercado financeiro que faça existem situações da economia e política que podem afetar os ganhos e perdas consideravelmente.

É possível ter leitura de movimento da economia e política e assim se antecipar em movimentos para acelerar seus ganhos ou minimizar perdas.

E, em casos que tenha sido afetado por essas situações, saber o que está se passando irá trazer maior tranquilidade, evitando decisões equivocadas.

Quer saber mais sobre quais formas de começar a investir e como ter sucesso no mercado financeiro? Continue acompanhando o blog.

Sucesso a todos! 

Ricardo Hiraki Maila.

Sócio-fundador da Plano.

Reproduzir vídeo

Aguarde enquanto nossa agenda carrega...em seguida, escolha uma data 😀