fbpx

FINANÇAS PESSOAIS

Taxa Selic cai para 3%. Por que isso é importante?

A Selic é o marco base e referencial para todas as taxas de juros praticadas na economia brasileira. Seja você empregador, empregado, autônomo, ela afeta a todos. Entenda neste artigo como isso funciona.

Plano Finanças Pessoais

Taxa Selic cai para 3%. Por que isso é importante?
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter

Este post está divido em:

  • O que é a Taxa Selic?
  • Por que essa mudança?
  • Como a Selic influencia os investimentos?

O que é a Taxa Selic?

A Selic é a taxa básica de juros da economia no Brasil, utilizada no mercado interbancário para financiamento de operações com duração diária, lastreadas em títulos públicos federais. A sigla SELIC é a abreviação de Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Você pode checar os números oficiais no site do Banco Central.

Por que essa mudança?

Devido aos impactos causados pela pandemia da Covid-19, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central decidiu, no dia 6 de maio, reduzir a taxa Selic para 3%. Este é o sétimo corte seguido e hoje está no menor patamar da história.

Essa é a forma que a autoridade monetária tem de incentivar que empresas tenham acesso a crédito a juros mais baixos e possam se capitalizar em meio à crise. É um jeito de acalmar os ânimos das empresas e tentar fazer a economia girar, mas tudo indica que os cortes de juros não vão parar por aí.

Na ata divulgada terça-feira (12/05), o Copom reforçou que pode repetir na próxima reunião, em junho, o corte de 0,75 ponto percentual na taxa básica de juros. Vale ressaltar que o Brasil não é o único país a tomar essa atitude: em março, o FED (Banco Central dos Estados Unidos), também reduziu sua taxa de juros em um ponto percentual, levando-a a quase zero

Como a Selic influencia os investimentos?

Com a Selic em 3% ao ano, investimentos de renda fixa, como poupança, CDBs com taxas pós-fixadas, fundos DI e títulos do Tesouro Selic pagam menos, já que seu rendimento é atrelado à taxa Selic ou à taxa DI, muito próxima da taxa básica de juro.  A poupança passa a render 2,1% ao ano e 0,17% ao mês, já que o seu rendimento é equivalente a 70% da Selic + Taxa.

O impacto imediato acontece no título indexado a ela, que no caso é a LFT, também conhecida como Tesouro SELIC. Nesse investimento o aumento da taxa também aumentará a rentabilidade, pois ele rende exatamente a sua variação. O mesmo acontece no caso da sua redução, que implicará em menor rentabilidade.

Além disso, por ser a taxa básica de juros da economia, a queda da Selic a deve fazer com que os juros de financiamento, operações de crédito, empréstimos, etc, caiam também – as mudanças feitas na Selic são repercutidas nas demais taxas de juros.

Por fim, estamos de olhos nas mudanças da economia. Manteremos você informado sobre novas mudanças. E antes de começar a investir, saiba qual é o seu perfil de investidor e consulte nossos especialistas de investimentos em caso de dúvidas. Nosso time pode ajudá-lo a tomar as melhores decisões.

Quero organizar minha vida financeira. Plano, me envie sua newsletter.

Reproduzir vídeo

Aguarde enquanto nossa agenda carrega...em seguida, escolha uma data 😀