fbpx

FINANÇAS PESSOAIS

Nova Queda da Taxa Selic para 2,25%. E agora?

No último post falamos sobre a Taxa Selic e as reduções contínuas que vêm ocorrendo. No dia 17 de junho de 2020 houve uma nova redução feito pelo Copom, que decidiu abaixar a taxa de 3% para 2,25%. E dessa vez? O que muda?

Plano Finanças Pessoais

Nova Queda Taxa Selic
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter

Este post está divido em:

  • Nova Queda;
  • Por que a Taxa Selic é importante?
  • Como a Selic afeta seu dinheiro e investimentos?

Nova Queda

Mais uma vez a taxa Selic alcançou o menor nível da história. É o menor patamar desde o início da série histórica, em 1996. A decisão foi unânime e veio dentro do esperado pela maior parte dos analistas de mercado. Este foi o oitavo corte seguido, e o quarto anunciado neste ano.

Em comunicado, o BC informou que a redução dos juros decidida nas últimas reuniões é compatível com os impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus e que, para as próximas reuniões, poderá haver um “ajuste residual” no estímulo monetário. No entanto, a manutenção da taxa em patamares reduzidos, no médio prazo, vai depender da trajetória dos gastos do governo no ano que vem, tendo em vista os altos investimentos em recursos para conter os efeitos da pandemia. Em seu comunicado, o Copom sinaliza que pode haver mais cortes de juros à frente, dependendo do cenário.

Ao reduzir a Selic, a tendência é que os empréstimos fiquem mais baratos e que as empresas e as pessoas tomem crédito para produzir e consumir. É um jeito do BC estimular que a economia saia da crise do coronavírus mais rapidamente.

Por que a Taxa Selic é importante?

A Taxa Selic foi criada em 1979, período em que a economia brasileira enfrentava um cenário de hiperinflação. Seu objetivo sempre foi ser uma ferramenta de controle da inflação: qualquer mudança que o Banco Central do Brasil fizer na taxa resultará em uma alta ou queda da inflação

Além disso, podemos dizer que o Banco Central:

  • Ao aumentar a Selic, tem como objetivo desacelerar a economia, impedindo a inflação de ficar muito alta;
  • E, ao baixar a Selic, tem como objetivo estimular o consumo e aquecer a economia, aumentando a inflação quando ela está abaixo da meta.


Até hoje, a Selic serve como uma referência para a economia brasileira – uma ferramenta para controlar a inflação do país que pode ser entendida como um indicador da nossa situação econômica.

Como a Selic influencia os investimentos?

Os efeitos da mudança da Selic são sentidos por todos os brasileiros, bancos e até investidores estrangeiros. Basicamente:

Se a Taxa Selic diminui:

  • O crédito fica mais acessível, já que os bancos tendem a abaixar as taxas de juros;
  • A inflação tende a subir.

     

Se a Taxa Selic aumenta:

  • Os preços tendem a baixar ou ficar estáveis, como uma consequência do controle da inflação;
  • Os juros de crédito, parcelamento e cheque especial ficam mais altos.

     

O mercado financeiro espera que a Selic termine 2020 nesses 2,25% ao ano, e que suba um pouquinho em 2021, chegando a 3% no final do ano que vem. As expectativas estão no Boletim Focus.

Quero organizar minha vida financeira. Plano, me envie sua newsletter.

Aguarde enquanto nossa agenda carrega...em seguida, escolha uma data 😀