FINANÇAS PESSOAIS

8 boas práticas para suas finanças pessoais

Aquelas dicas infalíveis para manter uma boa gestão das suas finanças.

Plano Finanças Pessoais

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter

1. Tenha um panorama das suas finanças

Separe suas despesas em 5 grandes blocos, e, coloque-as em uma visão de pelo menos 2 anos:

Receitas - tudo que é entrada de dinheiro
Despesas fixas - contas de água, luz, telefone, academia, etc.
Despesas variáveis - restaurantes, bares, saídas, mercado, etc.
Dívidas - financiamentos, consórcios, empréstimos
Investimentos - CDB, LCI, Tesouro Direto, Poupança, etc.

2.Tenha uma reserva emergencial

Emergências que exigem dinheiro infelizmente acontecem, e, devemos estar preparados para esses momentos. Tenha uma reserva emergencial em uma conta poupança separada ou em uma aplicação que tenha liquidez imediata (que você pode fazer o resgate no momento que precisar)

3. Não gaste mais do que ganha

É clichê, mas é verdade. Grandes problemas financeiros provém dessa prática. Aqui costumamos ver casos em que o cheque especial ou o cartão de crédito se torna complementar da renda, e, isso nos leva ao número 4.

4. Cartão de crédito e cheque especial não é seu dinheiro e não deve ser complementar de sua renda.

Claro que vez ou outra acontecerá de você usar como complementar, mas, a ideia é você se planejar para que isso não aconteça. Leia aqui o post em que falamos um pouco sobre quando é benéfico usar o cartão de crédito.

5. Investir não é difícil e você pode começar com pouco

Você primeiro precisa criar o hábito e disciplina, depois que ver o dinheiro render será mais fácil manter. Hoje existe mais de R$ 797 bi aplicados em poupança. A poupança está rendendo pouco acima da inflação. Os bancos, infelizmente, não tem interesse em educar a população para as melhores opções de investimentos, por isso, se estiver com dúvidas (tanto sobre organizar a vida financeira, quanto investimentos), agende uma reunião gratuita com um consultor da Plano aqui.

6. Ser controlado exige trabalho, mas, é gratificante.

Ficar controlando os gastos é um trabalho adicional que nem todos querem, mas, quando você está bem com suas finanças, muitas coisas no seu dia a dia ficam melhores e mais fáceis.

7. Evite gastos desnecessários

Anuidade de cartão, taxas de banco, planos de serviços que ficaram ultrapassados e hoje estão mais baratos, etc. são muitas alternativas que talvez você esteja gastando à toa. Revise, negocie e otimize seus gastos. Agora.

8. Peça descontos

Não é feio, não precisa ter vergonha e qualquer economia é válida. Vai comprar um sapato? Peça desconto. Eletrodomésticos? Mais ainda. Eles, normalmente, têm boa margem de negociação. E não desista, insista até te fornecerem o desconto.

E não se esqueça que você pode marcar uma reunião gratuita com a Plano para organizar de vez suas finanças, é só clicar no link abaixo.

Quero organizar minha vida financeira. Plano, me envie sua newsletter.